Introdução de alimentos no pratinho do bebê 29

destaqueBEBE

A introdução de novos alimentos deve ser feita de maneira gradual, sempre observando se a criança está tolerando bem a transição. “Na maioria dos casos de alergia alimentar, os sintomas são gastrointestinais, como vômitos e diarreias. Um número menor de bebês pode apresentar vermelhidão e ressecamento da pele; e a minoria manifesta problemas respiratórios”, explica o pediatra Antonio Carlos Pastorino, da Unidade de Alergia e Imunologia do Departamento de Pediatria da Universidade de São Paulo. Diante de algum desses sinais, é preciso evitar os alimentos suspeitos e pedir a orientação do pediatra. Agora, se tudo vai bem, basta avançar, etapa por etapa, na rotina do desmame.

1. Dar suco no copinho de transição, evitando mamadeira;

2. Não colocar açúcar nas papinhas de fruta;

3. Evitar sal;

4. Substituir temperos prontos por ervas frescas;

5. Oferecer as refeições em horários fixos, longe da TV;

6. Amassar a papinha com garfo em vez de bater no liquidificador ou passar na peneira. Isso preserva as fibras e estimula a mastigação;

7. Abolir pratos industrializados;

8. Preferir frutas, legumes e verduras da estação;

9. Entender que os pequenos comem sempre de acordo com suas necessidades. Nem mais nem menos;

10. Dar papinhas congeladas nos dias de correria. Congelar não provoca grande perda de nutrientes

Fonte:  Bebe.com.br





Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

29 thoughts on “Introdução de alimentos no pratinho do bebê